MATÉRIAS

 

Papa Francisco defende continuidade de reformas após vazamentos

Em seus primeiros comentários públicos sobre o mais recente escândalo no Vaticano, o Papa Francisco disse a fiéis na Praça de São Pedro neste domingo que o roubo de documentos descrevendo malfeitos financeiros dentro da Santa Sé é um crime. Ele defendeu, porém, a continuidade de reformas.

O papa afirmou que a publicação de documentos em dois livros lançados na semana passada é "um ato deplorável e não ajuda". Os livros "Mercadores no Templo", de Gianluigi Nuzzi e "Avareza", de Emiliano Fittipaldi, detalham erros de gestão e alegam ganância no Vaticano. As publicações são vistas como parte de uma disputa interna amarga entre reformadores e a chamada "velha guarda".

 

Autor:

Postada em: 09/11/2015

 

 

 

PEDIDOS

NOME

CIDADE / ESTADO

PEDIDO

TOP 10

 

 

PARCEIROS

Litoral fm 87 - Todos os direitos reservados ao sistema digital de rádios.

Desenvolvido por: Digi Contro Brasil LTDA